Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Música, Arte e cultura
MSN - mari_lialmeida@hotmail.com



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 Blog da Lili
 Comer Sem Culpa
 Comes e Bebes
 Viva Mulher
 Blog do Maia
 Blog de Roberto Caldeira
 Blog de Maria Dolci
 Blog do Vinicius
 Casa da Chris
 Josias - Nos Bastidores do Poder


 
Generalidades


PEC da Felicidade

 

 

Saiu no Diário de Suzano: o senador Cristovam Buarque (PDF-DF) protocolou esta semana a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que prevê a inclusão do direito à busca da felicidade na Constituição. A chamada PEC da Felicidade propõe alterar o artigo 6º do conjunto de normas máximo do País, que dispõe sobre os direitos sociais.

A proposta do senador (que segundo ele partiu de um grupo de intelectuais) visa reforçar a garantia dos direitos sociais considerando que a Educação, a Saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a Previdência Social, a proteção à maternidade e à infância, e a assistência aos desamparados são "essenciais à busca da felicidade".

Interessante. A pergunta que me ocorreu foi a seguinte: e essa emenda, além da Constituição, vai mudar o que mais, mesmo? Porque, se eu usar a mim mesma como exemplo, minha educação foi paga a duras penas; uma boa parte do meu salário vai para o seguro-saúde; meu trabalho foi conquistado pela qualificação particular que meus pais me proporcionaram; ninguém me ajuda a pagar o aluguel, nem a bancar meus cinemas e restaurantes; nenhum bandido foi preso, das cinco vezes em que fui assaltada; a Previdência Social, até agora, só comeu um tantão dos meus rendimentos, que talvez voltem pra mim - em parte - quando eu tiver uns setenta anos; nenhum representante estatal forneceu qualquer proteção no meu nascimento nem durante a minha infância; e se eu nunca estive desamparada, igual a milhares de brasileiros sem qualquer assistência pra isso, é porque, sem mérito algum, simplesmente fui inserida numa situação mais privilegiada do que a da maioria da população.

Se tudo isso é essencial à "busca da felicidade" e se nada disso é ofertado pelo Estado adequadamente, então, em vez da PEC da Felicidade, os parlamentares deveriam excluir tudo isso da constituição, e colocar em seu lugar uma assistência psicológia e psíquica aos cidadãos infelizes e deprimidos do Brasil. Assim, pelo menos, o Estado não seria o réu de todos nós, cometendo o crime da inconstitucionalidade.



Escrito por Marisa Almeida às 11h43
[] [envie esta mensagem] []



Autoajuda x Questionamento Interno

 

 

Considero o discurso interno um dos mecanismos mais interessantes que possuímos. Ele pode ser definido, de forma simplificada, como aquele diálogo que nós travamos dentro de nossas próprias mentes, ou em outras palavras, quando a gente fala com os nossos "botões".

Uma equipe de pesquisadores, liderados por Dolores Albarracin, Ibrahim Senay e Kenji Noguchi, coordenou um estudo, publicado no periódico Psychological Science, investigando a influência do discurso interno no comportamento das pessoas. A conclusão sugere um aspecto interessante: o questionamento promove resultados mais eficazes do que as afirmações.

Traduzindo: quando estamos diante de um problema a ser resolvido, a melhor solução parece ser derivada de um diálogo interno baseado em perguntas. Os resultados deste estudo enfatizam a tese de que autoajuda é algo que só o indivíduo pode fazer por si mesmo, não buscando um bocado de informações na literatura extensa sobre o tema, mas sim promovendo um questionamento interno.

Isso explica também porque é tão pouco proveitoso gastar tempo e dinheiro com livros que prometem fazer maravilhas por nossa saúde mental, já que, mesmo que as informações lidas pareçam fazer sentido, dificilmente terão suficiente impacto para provocar as modificações desejadas.



Escrito por by Marisa Almeida às 19h38
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]